denúncias de mais 3 canis municipais: COMPETE-NOS A TODOS MUDAR ESTA SITUAÇÃO.

11-03-2012 18:10

 LUTAR SEMPRE. NUNCA BAIXAR OS BRAÇOS ATÉ QUE ISTO MUDE

 

são abatidos 100 000 animais ao ano nos canis municipais deste país

 


compete-nos a todos mostrar que discordamos e que a política tem de passar pela esterilização, que é muito menos onerosa do que a eutanásia!!
 
compete-nos mostrar que discordamos da forma como os animais são tratados!
 
compete-nos defendê-los, porque se não são de ninguém são responsabilidade de todos!!
 
o que fazer? escrever, protestar, educar, adoptar, ensinar...
 
já somos muitos os que gostam e defendem os direitos dos animais.
 
(a título de exemplo, o PAN (Partido Pelos Animais e Pela Natureza) - formado a poucos meses das últimas eleições ultrapassou os 50 000 votos.)
 
vamos arregaçar mangas e nunca desistir!!! todos NÓS!!!
 
 

Deputado denuncia "maus tratos" no canil de Aveiro

Jornalista: 
Rui Cunha
Edição de: 

O deputado Pedro Filipe Soares, do Bloco de Esquerda (BE), denunciou ontem os "maus tratos aos animais" no canil municipal de Aveiro. O parlamentar eleito pelo distrito lembrou as "várias irregularidades graves praticadas pela autarquia" naquele equipamento e lamenta que não tenham sido corrigidas as deficiências identificadas no ano passado pela Direcção Geral de Veterinária (DGV). "Tudo ficou na mesma", condenou.
Segundo o porta-voz bloquista, acompanhado pelo dirigente local Nelson Peralta, as células são "exíguas, sobrelotadas, frias e húmidas" e os cães estão "sem contacto com a luz natural durante horas e dias seguidos". Por outro lado, os animais abatidos são colocados em "caixotes do lixo" e enviados para o aterro de Taboeira, quando a legislação ordena a sua cremação. Este procedimento deixou o deputado "chocado", confessou aos jornalistas durante uma conferência de imprensa diante do canil.
"Os direitos dos animais previstos na lei não estão a ser assegurados", avaliou, censurando a "falta de sensibilidade" da Câmara.
Pedro Filipe Soares conclui que o canil "não tem condições" e defende que os cães devem ser "rapidamente reinstalados" noutros locais, se necessário com o auxílio de associações da região.
O eleito do BE lembra ainda que a autarquia tem há vários anos um terreno disponível para a construção de um novo canil, embora o projecto nunca tenha sido desenvolvido.
"Há várias soluções para o problema, até intermunicipais, que podem ser adoptadas. É uma questão de boa-vontade", observou, revelando que o BE já comunicou as suas preocupações ao Ministério do Ambiente e Ordenamento do Território "insistindo para que a DGV tome uma posição".
O Diário de Aveiro procurou obter uma reacção do município, mas sem sucesso.
Esta não foi a primeira vez que se ouviram queixas sobre as condições do canil municipal. Há um ano, o movimento de defesa dos animais "World Calling" denunciou o funcionamento do espaço. Na resposta, a Câmara, através do veterinário Carlos Silva, reconheceu que o canil "precisa de melhorias físicas" mas garantiu que "o seu funcionamento está de acordo com a lei".

Pedro Filipe Soares:
"Hoje denunciámos as más condições do Canil Municipal de Aveiro. Fizemos uma conferência de imprensa para chamar a atenção para a insensibilidade da Câmara Municipal de Aveiro (CMA), que mantém os animais em jaulas minúsculas, frias e húmidas, onde nem sequer chega a luz do dia.
A lei que protege os direitos dos animais fica à porta deste canil: Em pleno século XXI, em Aveiro, os cadáveres dos animais são atirados para o caixote do lixo, onde chegam a passar dias, para depois terem o aterro municipal por sua última morada.
Exigimos mudanças profundas, que são possíveis sem custos e com o envolvimento da sociedade civil.
Em nome dos direitos dos animais, em nome do cumprimento da lei, não nos calaremos." 
 
-------------------------
 

Sobrelotação do Canil de Ílhavo preocupa munícipes

Autarquia admite saturação do equipamento que recebe cães de Ílhavo, Vagos, Oliveira do Bairro e Anadia
Jornalista: 
Carla Real
Edição de: 
Autor da Imagem: 
Eduardo Pina
Alguns munícipes revelam-se preocupados com as condições que o Canil Municipal de Ílhavo proprorciona aos animais que alberga, principalmente resultantes da falta de capacidade de resposta do espaço. "É um canil de abate e está sobrelotado", afirma uma munícipe, após ter visitado este canil pela primeira vez. 
Admitindo "alguma saturação" do espaço, o vereador responsável pela gestão do canil, Fernando Caçoilo, afirma que o período que o equipamento vive é "transitório", justificando-o com a recente aposentação do veterinário municipal e com os protocolos de cooperação que a autarquia estabeleceu com os municípios de Oliveira do Bairro, Anadia e, mais recentemente, Vagos. 
Recorde-se que tais acordos, permitindo às autarquias repartir responsabilidades, determinam que todos os animais vadios destes três concelhos sejam transportados para o Canil de Ílhavo, cabendo aos municípios "assegurar as despesas de estadia dos animais entregues, bem como os medicamentos necessários para a sua occisão", explica o vereador. 
No que respeita ao veterinário, recentemente substituído pela veterinária de Vagos, Fernando Caçoilo dá conta da inteira disponibilidade da profissional em prol do canil. "A veterinária já se encontra a exercer as suas funções em pleno e a tempo inteiro", assegura o vereador, acreditando que tal contribuirá para uma melhoria da situação. Instalado há cerca de oito anos na Gafanha de Aquém (junto ao Ecocentro), o grande objectivo deste canil (à semelhança de todos os outros) é dar uma casa aos animais recolhidos nas ruas. 
No entanto, apenas uma pequena percentagem das centenas de animais que por ano são retirados das ruas destes quatro concelhos, têm outro destino que não o abate


Excesso de cães por cela 
 Nos termos legais, a estadia nos canis municipais resume-se a apenas oito dias, período após o qual os animais são abatidos, como medida de profilaxia e combate contra a propagação de doenças que ponham em causa a saúde pública.Neste canil a estadia prolonga-se até que o espaço atinja a sua lotação máxima, que varia consoante o porte de cada animal. "Não nos é possível atribuir um número à capacidade máxima do canil, porque algumas celas podem ter apenas um cão, se for de grande porte, e noutras podem juntar-se meia dúzia de cães de pequeno porte", explica o vereador. 
Quem visitou o espaço recentemente, refere-se às suas condições como "muito más, com boxes muito pequenas, construídas para um único animal, onde se encontravam nove cães à luta uns com os outros""Vigora ali a lei do mais forte, o chão está sempre molhado e não têm qualquer superfície para se deitar, a não ser o chão", apontam.  
Em resposta a estas críticas, e apesar de garantir que os animais são tratados com todas as condições, Fernando Caçoilo afirma: "As pessoas têm que ter consciência do conceito dos canis municipais, que não se tratam de hotéis"
  
Outra das críticas atribuídas à autarquia prende-se com a sua falta de colaboração na questão das adopções, que poderiam ser facilitadas se as informações e fotografias dos animais fossem disponibilizadas no seu site
  
A autarquia justifica tal impossibilidade com a falta de recursos humanos. "A nossa Câmara não tem excesso de funcionários" que permita uma actulização regular dessa informação, sustenta Fernando Caçoilo, garantindo, no entanto, que será feito um esforço para que tal passe a acontecer com mais regularidade. 
  
INFORMAÇÕES PARA QUEM QUISER ADOPTAR UM ANIMAL: 
Para evitar que os animais excedentários no Canil Municipal de Ílhavo sejam abatidos apela-se à sua adopção. Os animais estão devidamente vacinados, desparasitados, possuem chip de identificação e encontram-se registados na Junta de Freguesia. O canil pode ser visitado de segunda a sexta feira, no período da manhã (entre as 9 e as 13horas). Para adoptar qualquer um dos cães ou gatos ali albergados ou para obter mais informações, os interessados podem contactar a Câmara Municipal de Ílhavo, através do 234329605. 
  
(o sublinhado é nosso) 
 
--------------------
TESTEMUNHO de uma pessoa que visitou o CANIL MUNICIPAL DE ÍLHAVO. é de abate e está cheio e os animais vivem em condições degradantes.
 
Amigos,
fui na sexta-feira passada pela primeira vez visitar o canil de Ílhavo.

É um canil de abate e está sobrelotado, o que significa que nesse mesmo dia de manhã já tinham começado os abates. As condições em que se encontram são muito más, com boxes muito pequenas contruidas para um único animal onde se encontravam 9 cães à luta uns com os outros. Vigora ali a lei do mais forte. O chão está sempre molhado e não têem qualquer superfície para se deitarem a não ser o chão. Desde esse dia que tento imaginar como aqueles animais sobrevivem às noites frias que se tem sentido.

A câmara proíbe que se tire fotos, condição essencial para se divulgar a fim de encontrar possíveis adoptantes. Sendo assim a única maneira para os ajudar é pedir às pessoas que se dirijam lá e adoptem em consciência uma vida. Todos, sem excepção, são lindos e saudáveis e por isso adoptáveis. Está lá também uma cadela prenhe que se não for esterilizada a tempo irá ter as crias naquelas condições.

O horário de atendimento ao publico do canil é das 09h00 às 13h00 de segunda a sexta.
Pode também marcar uma visita para o sábado de manhã através do 234 329 605.

Por favor, ajudem estes patudos. Adoptem-nos.

Zamira Martins
(2012Fev06)
 
-----------------
 
CANIL MUNICIPAL DE COIMBRA!!!

Botto Machado
DENUNCIAS CONTRA O CANIL MUNICIPAL DE COIMBRA

Na semana passada tive mais um contacto com a dura realidade do Canil Municipal de Coimbra, o cão de um amigo saltou o portão e saiu para a rua e foi apanhado pelos serviços municipais e por falta de disponibilidade do meu amigo tive de o ir buscar.

Ao chegar la, deparei-me com um conjunto de entraves, nitidamente por ser um opositor da veterinária municipal, mas o que mais me custou, foi apos tantos entraves, quando finalmente fui buscar o cão deparar-me com um caniche numa box, com inais de atropelamento ou ataque, que mal se mexia, segurando a cabeça contra a parede e arrastando-a, com as patas molhadas, a tremer de frio, e para se deitar tinha apenas um quadrado de plástico...
Ao ver esta situação alertei um dos funcionários que encolheu os ombros em sinal de impotência.


Nao consigo tolerar ideias como esta, como tal, juntamente com alguns amigos da causa vamos avançar com um dossier de queixas a apresentar as autoridades competentes.


Para tal peço tambem a ajuda de todos vos, quem ja presenciou situações irregulares no canil ( animais em mau estado, brutalidade com os animais por parte dos funcionários, adopções de animais no canil que morreram pouco depois devido a virem de la doentes, etc) peço o favor de denunciarem via e-mail:


botto_m@hotmail.com


Obrigado a todos, so unidos conseguiremos lutar plo bem estar animal nas maos daqueles que por lei os deviam proteger!!!!
 
 
 
--
Eu Sou como Tu - Amigos dos Animais Abandonados e Vítimas de Maus Tratos
www.eusoucomotu.blogspot.com
http://www.eusoucomotu-bazar.blogspot.com/

https://www.facebook.com/pages/EuSouComoTu-Animais-Abandonados/158858407477438

"Às vezes perguntam-me porque invisto tanto tempo e dinheiro falando de amabilidade para com os animais quando existe tanta crueldade entre os homens? Ao que respondo: Estou a trabalhar nas raízes." George T. Angell