APELO DE NOVA FAMÍLIA................. PARA A PETRA....................... OU FAT...............................

27-10-2011 19:15

 

A Petra e os seus Pais merecem todo o nosso apoio. Pena é que seja do Porto e que esteja tanto tempo ausente de casa como os seus pais. Se alguém puder acolher a Petra ou ficar com ela durante o dia contacte a Alexandrina e o Jorge. Se não puderem, partilhem muito! São donos destes que todos os dias lutamos para encontrar para os nossos meninos. 
 
http://www.adopta-me.org/animal.php?sid=453b6c4b2a75

Petra
Cadela - Outra Raça...

Idade: Jovem
Sexo: Fêmea
Tamanho: Médio
Pêlo: Outra Cor...


"Olá sou a Petra e tenho 1 ano 2 mês e 9 dias de vida e sou muito feliz!"
Boa tarde nós somos os pais da Petra, Alexandrina e Jorge. Temos vindo
a refletir e vemos-nos forçados a tomar uma decisão que nos deixa
muitos tristes... Mas o que importa é o bem-estar da nossa menina. No
dia 27 de Fevereiro a Petra foi atropelada e veio a confirmar-se o
pior, tinha sofrido uma grave lesão da coluna, nomeadamente na
vértebra L5, ofendendo a medula, o que lhe roubou a mobilidade das
patinhas traseiras e a deixou incontinente. Seguiram-se dias de muita
angústia e apreensão pois pensava-mos que tínhamos de dizer adeus à
nossa filhota pois a solução que nos deram numa das clínicas
veterinárias a que recorremos foi o abate da Petra, dizendo que a
Petra era um caso perdido! Mas como quem ama luta, não aceitamos o que
ouvimos e trouxemo-la para casa toda ligada mas viva :) a nossa
menina... Tínhamos de fazer alguma coisa, e eis que recorremos ao
Hospital veterinário do Restelo e encontramos um neurocirurgião que
tal como nos acreditou que era possível! Foi operada e esteve quase 4
semanas internada em recuperação, e nós, como devem imaginar íamos
vê-la todos os dias, dar-lhe o jantar... Enfim mendigar todos os 5
minutos a mais que nos deixassem ficar com ela, na esperança de
trazermos a nossa menina para junto de nós! Passada esta fase má a
Petra veio dar-nos a enorme alegria de passar a porta da nossa casa,
da casa dela... No entanto seguia-se uma outra etapa também complicada
pois a Petra tinha de estar vigiada e como ela ficou com uma ferida
feia na barriga, tinha de fazer-lhe um curativo 2 vezes ao dia que ela
não gostava muito tadinha, devia-lhe causar imensas dores, de maneira
que decidi meter um mês de baixa, porque alguém tinha que estar com
ela. Não somos pessoas muito abastadas mas nem olhamos para trás...
afinal de contas era a nossa princesa ali a precisar de uma migalha do
nosso sacrifício perante o amor infinito que sempre nos deu e continua
a dar, graças a Deus... No hospital foi-nos dado o contato de uma
pessoa muito especial, que desenvolve um trabalho de muito valor e que
vocês bem conhecem, o do Sr. Pedro Póvoa. Foi ainda com a Petra no
hospital que o Sr Pedro lhe tirou as medidas para que a nossa menina
logo logo tivesse o seu boguinhas. Só assim fez sentido salva-la,
sabendo que não ía ter mais dores e que iria manter,ainda que desta
forma artilhada, a sua mobilidade e autonomia!!! Mesmo assim na
tentativa de lhe acordar as patinhas recorremos à fisioterapia e à
acupunctura mas de nada adiantou... mas isso não nos deixou tristes
afinal de contas a Petra está viva, corre, salta, brinca... Enfim,
basta estar cinco minutos com ela para se ver que é um animal muito
feliz. Agora olhamos para traz orgulhosos até, porque não!? Valeu a
pena!! Tudo isto para vos sensibilizar para o quanto nos dói o que vou
escrever a seguir... A mãe do Jorge que era com quem ela ficava
enquanto nós íamos trabalhar tem problemas de saúde que se têm vindo a
agravar com o tempo, sendo que já não é uma opção para ficar com ela e
ela tem ficado em casa deitada enquanto trabalhamos. Chega a ficar
quase 10 horas deitada enquanto estamos fora... Parte-nos o coração
tudo isto... Depois de tanta luta, a nossa, a dela, achamos que isto
não pode continuar e achamos sobretudo que é egoísmo da nossa parte
priva-la de uma vida mais ativa, de uma vida de cão... Afinal de
contas ela tem tanta vida!! Quando chegamos a casa uma das primeiras
coisas que ela faz depois de nos lamber todos é pegar no osso ou na
bola para irmos brincar. Não é solução deixa-la 8 ou 10 horas seguidas
em cima da cadeira, ela não ía aguentar, nem é solução deixa-la no
chão todas essas horas a fazer o seu chichi e cócó e andar em cima
dele, assim fica na caminha deitada com um resguardo à espera que
cheguemos! Agora mobilizamos o nosso esforço na tentativa de arranjar
um lar para a nossa princesa, alguém com muito carinho por estes
amiguinhos e outras condições que nós não dispomos. Uma família com
mais tempo, um quintal e até quem sabe outros cães com os quais possa
brincar... E acima de tudo alguém que entenda a nossa situação e nos
deixe estar por perto, ajudar, contribuir, vê-la, pois quem gosta
destes "bichos" sabe que não é fácil o que estamos a fazer... Queremos
continuar a acompanhar a saúde e bem estar da nossa bebé... Já a
salvamos uma vez e vamos lutar sempre para lhe dar o melhor e é o que
nos move agora também... Nunca a entregaremos a alguém sem as
condições ideais. Obrigada pela vossa atenção!

Esterilizada, Vacinas em Dia, Desparasitada.



Disponível desde 2011/10/27.


Contacto para Adopção:

Nome: Jorge Fernandes
Localidade: S. Brás-Amadora (Zona Lisboa)
Tel: 963913263 ou 913672410
Email: jf_3982@hotmail.com